SUTHUB é o mais recente membro do maior Hub de Insurtechs e Fintechs da Europa

Iniciativa faz parte do processo de internacionalização e presença da empresa no mercado europeu

SUTHUB, startup responsável por monetizar canais com vendas de Seguros e Produtos Financeiros, passa a participar do principal ecossistema de Fintechs e Insurtechs de Portugal, a The Fintech House. A iniciativa faz parte do plano de internacionalização da empresa brasileira, que já possui sede em Lisboa e agora amplia sua rede de contatos para outros países. Com esta nova filiação, terá acesso a eventos e networking proporcionados pelo grupo, criados por iniciativa da Portugal Fintech em parceria com Sitio, um dos maiores operadores de cowork em Portugal. A Portugal Fintech é uma associação não lucrativa e não governamental que visa apoiar o ecossistema fintech no país europeu.
 

“Estreitamos nosso relacionamento com figuras importantes do ecossistema de fintechs e insurtechs da Europa, que possuem conexões importantes com outros hubs do continente, tais como Copenhagen Fintech, Holland Fintech, Paris Fintech Forum, Fintech Belgium entre tantos outros. É um passo muito importante no nosso processo de fortalecimento”, afirma Renato Ferreira, CEO da SUTHUB.
 

O próximo passo da iniciativa é desenvolver relacionamento com os participantes do ecossistema, auxiliando-os em projetos que envolvam a distribuição digital de seguros e produtos financeiros. “Além disso, nos beneficiaremos da proximidade de investidores europeus, que podem impulsionar e acelerar nosso processo de internacionalização”, completa o executivo.
 

“A entrada da SUTHUB na comunidade da Fintech House vem reforçar a nossa intenção de aprofundar e criar mais laços com a comunidade fintech e insurtech brasileira em Portugal. Estamos muito entusiasmados com a entrada da SUTHUB e iremos organizar iniciativas muito interessantes para a comunidade.” comenta Mariana Gorjão, responsável pela Fintech House.
 

A iniciativa vai facilitar a conexão da SUTHUB com players europeus, principalmente portugueses. A novidade também aumenta a visibilidade internacional da brasileira, com 5 anos de atuação no mercado nacional e desenvolvedora de projetos completos para grandes empresas dos mercados financeiro e de seguros, além de ser a responsável pelo desenvolvimento do Sistema de Registro de Operações da Susep, considerado o ponto de partida para o Open Insurance no país.
 

O acordo com a Fintech House vem em um momento chave da empresa, que em outubro foi considerada uma das Top 10 Fintechs mais inovadoras no Ranking TOP 100 Open Startups. Além da conquista, a SUTHUB participou do programa StartOut Brasil em um ciclo de imersão em Lisboa, promovido pela APEX para apoio à inserção de startups brasileiras nos mais promissores ecossistemas de inovação do mundo, sendo a primeira colocada entre mais de 130 startups que participaram da iniciativa.
 

A passagem pelo ciclo de imersão foi bem aproveitada pelos executivos da SUTHUB, que iniciaram conversações com grandes nomes do cenário europeu, que ainda não podem ser divulgados por estarem em estágio de prospecção de projetos, avaliados como muito promissores pelos representantes da empresa.
 

“Crescemos muito no mercado interno com inovação e tecnologia de ponta. Agora, entendemos que é o momento de nos mostrarmos para o mundo e levar a qualidade brasileira para os sistemas de grandes companhias europeias. Estamos prontos para dar esse próximo passo”, finaliza Renato.
 

Sobre a SUTHUB
 

Fundada em 2017, a SUTHUB é uma plataforma SaaS (Software as a Service) que acelera o “time-to-market” para a venda digital de seguros através de produtos pré-conectados na mesma, além de ser altamente escalável potencializando o uso de algoritmos de ofertas preditivas com inteligência artificial. Com investimento de R$ 10 milhões, a plataforma construiu um Ecossistema B2B2C de seguradoras, assistências, bancos, varejistas, plataformas online, fintechs, meios de pagamento, corretoras e canais. Pioneira no continente americano, já está presente nos principais canais do mercado brasileiro e iniciou sua internacionalização em 2021 com a abertura de uma filial na Europa.
 

Sobre a Portugal Fintech
 

Portugal Fintech é uma associação non-profit que centra a sua actividade no apoio ao crescimento das empresas de tecnologia financeira. Os principais pilares de trabalho são a agilização da relação destas empresas com (i) Reguladores, (ii) Talento, (iii) Incumbentes, (iv) Investidores. Exemplos mais visíveis da sua actividade são a publicação anual do Portugal Fintech Report, a co-criação do Finlab Regulatório com todos os reguladores financeiros portugueses , a Fintech House, e mais recentemente, a Fintech Solutions.
 

Sobre a Fintech House
 

Fintech House é uma iniciativa da Portugal Fintech, um espaço de cowork em Lisboa, em parceria com o Sitio, dedicado a potenciar o ecossistema fintech em Portugal. A Portugal Fintech é uma associação non-profit que centra a sua atividade no apoio ao crescimento das empresas de tecnologia financeira. Os principais pilares de trabalho são a agilização da relação destas empresas com (i) Reguladores, (ii) Talento, (iii) Incumbentes, (iv) Investidores. Exemplos mais visíveis da sua actividade são a publicação anual do Portugal Fintech Report, a co-criação do Finlab Regulatório com todos os reguladores financeiros portugueses, a Fintech House e mais recentemente a Fintech Solutions, uma área dedicada a colmatar o gap entre startups e incumbentes, focada em serviços financeiros.

Quer uma dica?

A segunda turma do curso de Insurtech e Inovação em Seguros em 8 aulas vai começar no dia 16 de agosto. Saiba mais clicando aqui ou acessando https://cursos.insurtechbrasil.com

ARTIGOS SIMILARES

Advertisment

POPULARES